About Us

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.

Aenean vulputate nisl arcu, non consequat risus vulputate sed. Nulla eu sapien condimentum nisi aliquet sodales non et diam. Duis blandit nunc semper rutrum congue. Phasellus sed lacus ut odio vehicula varius. Etiam iaculis feugiat tortor ac ornare.

Stay connected

Blog Post

Ferramenta de Assessment aplicada à gestão de carreiras para avaliação de Softskills e habilidades para o trabalho remoto
Assessment

Ferramenta de Assessment aplicada à gestão de carreiras para avaliação de Softskills e habilidades para o trabalho remoto 

O mapeamento de perfil comportamental é uma estratégia indispensável para empresas, na gestão de seus recursos humanos, e para profissionais, no gerenciamento de suas carreiras.  

As novas tecnologias podem ser aliadas neste processo quando aplicadas aos objetivos empresariais de alto desempenho. Também é igualmente importante para a orientação das trajetórias profissionais que se deseja alcançar no planejamento de carreiras.  

Na StautGROUP, uma das ferramentas escolhidas para esta finalidade é a Harrison Assessment, um verdadeiro inventário comportamental para nossas estratégias de gestão do capital humano. A solução é capaz de medir 175 fatores, como engajamento, trabalho remoto, learning agility, entre outros, que ajudam na identificação da adequabilidade. 

Benefícios da Harrison Assessment para empresas e profissionais 

Potencializar seus times de alto desempenho. Este é o principal diferencial que a Harrison Assessment pode contribuir nas estratégias empresariais. Isso acontece pela mensuração de níveis de engajamento e motivação do profissional, indicando, por exemplo, necessidades de treinamento. Além disso, em processos de recrutamento e seleção, realiza uma triagem e ranqueamento de candidatos mais aderentes ao perfil desejado pela organização. 

Para profissionais, a elaboração de planos de carreira deve partir de indicadores do perfil comportamental individual. É neste ponto que a Harrison Assessment atua como instrumento de autoconhecimento e levantamento de necessidades de desenvolvimento. Para jovens talentos serve ainda como ferramenta para auxiliar nas escolhas e orientações vocacionais. 

Harrison Assessment na prática de Home office 

Uma das principais marcas da pandemia de Covid-19 para o mercado de trabalho tem sido a experiência com o home office. Muitas organizações planejam adotar definitivamente, parcial ou totalmente, este modelo em suas estratégias de negócio. Resta saber se empresas e profissionais estão atentos aos perfis comportamentais com maior potencial para o trabalho remoto. 

É fundamental considerar que alguns profissionais não se adaptam ao home office, seja por interferências e distrações da rotina familiar ou por questões de foco e autonomia. O relatório Harrison Remote Work identifica habilidades como o autogerenciamento e a disciplina, fundamentais para o exercício do teletrabalho. 

Assessment de última geração para estratégias de Diversidade e Inclusão 

A ferramenta Harrison Assessment pode ainda ajudar empresas com suas políticas e práticas de diversidade e inclusão. Ao diagnosticar profissionais mais propícios às soft skills, independentemente de vieses de idade, gênero, etnia, entre outros, ela permite o reconhecimento de talentos mais adequados ao modelo de negócio e cultura organizacional. 

Desenvolver, reter e engajar talentos com a Harrison Assessment 

Outra colaboração imprescindível da Harrison Assessment é a emissão de relatórios que medem o engajamento do profissional com as diretrizes de comportamentos e atitudes esperadas. Ao estruturar os fatores que motivam este profissional é possível calibrar os programas de desenvolvimento ou orientar o direcionamento de recursos para áreas ou funções mais compatíveis. 

Muitas vezes os próprios profissionais desconhecem suas potencialidades. Com a Harrison Assessment é possível promover os upskilling ou reskiling, incorporando e adquirindo novas habilidades que o mercado vem identificando a partir de demandas atuais, movidas especialmente pela transformação digital que estamos vivendo. 

Por fim, reconhecer os próprios pontos fortes e fracos é ponto de partida para projetos de desenvolvimento profissional de sucesso. Assim, a ferramenta também é importante para o autoconhecimento, processo que irá viabilizar decisões mais assertivas de carreira. 

Related posts

Deixe uma resposta

Required fields are marked *