About Us

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.

Aenean vulputate nisl arcu, non consequat risus vulputate sed. Nulla eu sapien condimentum nisi aliquet sodales non et diam. Duis blandit nunc semper rutrum congue. Phasellus sed lacus ut odio vehicula varius. Etiam iaculis feugiat tortor ac ornare.

Stay connected

Blog Post

Entrevista de emprego – saiba como se preparar para esta etapa decisiva
Desenvolvimento, Transição de Carreira

Entrevista de emprego – saiba como se preparar para esta etapa decisiva 

A entrevista de emprego é a etapa mais decisiva do processo seletivo. Justamente por isso é a fase que mais causa dúvidas e insegurança para os candidatos à uma boa recolocação profissional. Importante lembrar que não apenas os conhecimentos técnicos serão analisados pelo recrutador numa entrevista de emprego, mas especialmente as habilidades comportamentais.

Passar com tranquilidade por uma entrevista de emprego e fazer com que os recrutadores tenham certeza de que você é a pessoa ideal para a vaga é um dos pontos fundamentais. Sendo assim, analisamos neste artigo para você, algumas dicas preciosas para fazer bonito na sua vez.

A dica inicial não poderia ser outra, senão a importância do preparo. Isso indica logo de cara o seu interesse na vaga, na empresa contratante e um enorme respeito pelo recrutador e com sua própria história profissional, afinal uma entrevista de emprego também é uma oportunidade medir o seu potencial e tudo que conquistou até o momento.

Mas atenção, preparar-se para a entrevista não quer dizer antever todas as perguntas e decorar todas as respostas. Na verdade, isso seria impossível, já que as questões serão elaboradas de acordo com o perfil da vaga e interesses da empresa contratante. A preparação neste caso se refere a repassar os pontos fortes e desafiadores de sua jornada profissional. Desta maneira, à medida que as questões se adequem ao seu repertório as respostas fluirão naturalmente.

Como identificar momentos diferenciados na minha carreira?

Ótimos candidatos podem travar na hora de explicar, por exemplo, projetos desafiadores com resultados de sucesso em suas carreiras. Aliás, este é o momento de afastar a síndrome do impostor, nada de hesitar em relatar, com honestidade, seus bons resultados profissionais. Além disso, lembre-se que se você está sendo requisitado para uma entrevista de emprego é porque pontos positivos já foram atraentes ao recrutador.

E agora, já dá para começar a ter mais confiança em você mesmo? Então, vamos para dicas de como contar seus sucessos. Uma boa maneira de listar seus pontos altos profissionalmente é lembrar de situações gratificantes no trabalho, o que lhe rendeu orgulho de ter concluído ou colaborado. Uma boa dica é utilizar a metodologia STAR.

O que é a técnica STAR e como pode me ajudar na entrevista de emprego?

A metodologia STAR é muito utilizada na construção de narrativas e representa as iniciais de quatro etapas: Situação, Tarefa, Ações e Resultados. Ela ajuda a organizar ideias e facilita o entendimento do começo, meio e fim quando se conta uma história. Mantenha foco em cada uma destas etapas, treine previamente e ajuste os pontos necessários.

Quais são as perguntas mais comuns numa entrevista de emprego?

Este seria um roteiro de um milhão! Mas como já foi dito, as perguntas serão elaboradas de acordo com o perfil da vaga, senioridade do cargo, entre outros aspectos. Entretanto, há sim algumas perguntas comuns à maioria das entrevistas de emprego. Exemplos:

Qual foi o maior desafio da sua carreira?

Quais suas principais habilidades?

Quais são os seus principais defeitos?

Por que devo te contratar para esta vaga?

E Como você se imagina em cinco anos?

Não há respostas certas para as questões acima, afinal dependerá das vivências profissionais de cada indivíduo. Mas é possível constatar que todas elas têm uma mesma intenção: identificar o grau de autoconhecimento do candidato sobre suas próprias habilidades. Por isso perguntas sobre pontos fracos ou projetos futuros são as mais difíceis de responder. O candidato se questiona: vou expor minhas vulnerabilidades? Posso confessar planos ambiciosos ou, ao contrário, vou parecer estagnado?

Nosso aconselhamento para os profissionais que preparamos é agir com transparência, pois não há nada de mal em identificar habilidades que precisam ser desenvolvidas. Da mesma forma, não há nada de errado com suas metas pessoais e profissionais. O que todo candidato precisa ter claro é que do outro lado há um fit cultural a ser preenchido. O melhor que você pode fazer já está sendo feito, que é a etapa preparatória. Mas, diante de uma negativa, siga em frente com todo seu mérito e use a experiência da entrevista como mais uma etapa de desenvolvimento profissional e não desista.

6 erros mais comuns na hora da entrevista

Quem gosta de ser avaliado? Ainda mais em momentos que podem determinar a sua continuidade ou não num processo seletivo muito desejado. O nervosismo no momento da entrevista causa ansiedade e a consequência disso é que, mesmo excelentes profissionais, podem cometer erros evitáveis. Por isso listamos os 5 erros principais:

  1. Não estudar a empresa: se souber o nome ou pelo menos o segmento da empresa recrutadora estude previamente sobre o mercado, reputação, identifique valores culturais e seu posicionamento.
  2. Respostas vagas: a angústia de ser avaliado pode levar muitos candidatos a dar respostas muito curtas ou evasivas, na intenção de acabar logo com essa “tortura”. O preparo prévio é a única forma (planejada) de aumentar a autoconfiança e o autocontrole.
  3. Eu fiz x nós fizemos: mostrar a sua habilidade de trabalho em conjunto é fundamental, mas é preciso dosar. Identifique em todos os seus desafios profissionais quais você protagonizou ou fez diferença de fato e destaque isso nas suas respostas.
  4. Negatividade: seja cauteloso na hora de externar problemas pessoais (como contas a pagar) ou insatisfações com o emprego atual ou anterior (falar mal do chefe). O recrutador está em busca de pessoas com a habilidade de gerenciar conflitos e o negativismo tende a inibir esta habilidade.
  5. Não perguntar nada – sim, a entrevista deve ser uma via de mão-dupla. O candidato pode aproveitar a oportunidade para esclarecer dúvidas do processo e questionar se mais detalhes da vaga, inclusive sobre a remuneração, já podem ser revelados. Mas cuidado, não interrompa a entrevista para isso. Aguarde a abertura do recrutador e, caso não acontece, solicite a palavra no final.
Desenvolvimento, Transição de Carreira

Entrevista de emprego – saiba como se preparar para esta etapa decisiva

Related posts

Deixe uma resposta

Required fields are marked *