About Us

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.

Aenean vulputate nisl arcu, non consequat risus vulputate sed. Nulla eu sapien condimentum nisi aliquet sodales non et diam. Duis blandit nunc semper rutrum congue. Phasellus sed lacus ut odio vehicula varius. Etiam iaculis feugiat tortor ac ornare.

Stay connected

Blog Post

Diversidade nas empresas – entenda porque organizações de sucesso adotaram
Seleção de Executivos

Diversidade nas empresas – entenda porque organizações de sucesso adotaram 

Incluir práticas de inclusão e diversidade representa hoje um importante fator de competitividade para as empresas. Além de ser um tema urgente do ponto de vista de desigualdade social, a necessidade de ampliar a diversidade e a inclusão nas empresas encontra respaldo em importantes indicadores de desempenho financeiro.

Informações da Consultoria Mais Diversidade, que você pode ouvir com mais detalhes numa entrevista concedida ao podcast CBN Professional, esclarecem que empresas que formam equipes mais diversas e com representação dessa diversidade também em cargos de liderança são reconhecidamente mais inovadoras e lucrativas.

No conteúdo do podcast, o especialista Ricardo Sales, sócio da Consultoria, começa por distinguir diversidade de inclusão. Para ele, diversidade significa falar e refletir sobre pessoas e todas as características que as diferenciam. Já inclusão é a aceitação da diversidade na prática, uma vez que as empresas, ao incluírem pessoas com características físicas, origens, raças e gêneros distintos, passam a valorizar tais condições humanas.

Partindo do conceito que a diversidade é o conjunto de características que torna cada pessoa única, ela passa, então, a ser um importante diferencial competitivo e a não incorporação da diversidade como política organizacional estratégica representa riscos.

Aceitar e integrar efetivamente nas empresas pessoas com distinção de gênero, raça, orientação sexual, deficiência, idade, formação, nacionalidade, entre outras, é estar alinhada aos avanços sociais que influenciam o mundo dos negócios.

Quais os benefícios para a diversidade e inclusão nas empresas?

O tema diversidade nas empresas ganha cada vez mais relevância e pode ser entendido como uma das consequências da globalização – condição atual estimulada por avanços tecnológicos que conecta pessoas, produtos, empresas, oportunidades de negócio, vivências e conhecimento entre diferentes países.

Promover a representatividade dentro das empresas traz benefícios pragmáticos, que podem ser mensurados pelos ganhos com a produtividade, melhoria do engajamento interno – o famoso sentimento de pertencer – e pela assertividade e empatia das equipes.

Lucratividade é outro importante indicador dos benefícios da diversidade. Pesquisa realizada com 1.000 empresas de 12 países demonstra que a lucratividade e a criação de valor a longo prazo são maiores em empresas que praticam a diversidade.

Pela pesquisa citada, que abrange diversidade étnica e cultural, ficou comprovado que empresas com equipes executivas de maior diversidade étnica – não só em termos de representação absoluta, mas também de variedade ou mistura de etnias – têm probabilidade 33% maior de superar seus pares em termos de lucratividade.

Estes indicadores deixam bem claro que é possível conciliar desenvolvimento com propósito social. As empresas têm assimilado que ao adotar condutas éticas conquistam mais mercado, se diferenciam pela inovação e criatividade e também geram valor de negócio.

Evidenciar estes indicadores costuma levantar certa polêmica sobre os reais motivos que fazem uma empresa investir na diversidade. Basicamente o questionamento é sobre a legitimidade de exercer a diversidade e a inclusão baseada em sua cultura organizacional e princípios de responsabilidade social ou meramente por interesses financeiros.

O que se comprova de fato, independentemente das motivações, é que a diversidade corporativa ainda não é uma realidade, mas deve ser encarada como uma tendência positiva, em que profissionais, empresas e sociedade são beneficiadas e não deveriam abrir mão como melhores práticas.

Não basta diversificar, tem que incluir

Ficar inerte ao movimento da diversidade nas empresas ou não caminhar a seu favor pode custar a competitividade empresarial e também a empregabilidade dos profissionais.

O mercado publicitário tem inúmeros exemplos negativos de marcas que precisaram reposicionar sua comunicação após erros no “tom” de suas mensagens, associados à falta de diversidade na equipe de planejamento das campanhas.

Mas ao incorporar a diversidade, com o aumento da participação de diferentes pessoas no quadro de funcionários, é preciso que as empresas também lancem um olhar crítico para suas práticas inclusivas.

Um levantamento do Instituto Ethos aponta que apenas 13,6% dos cargos executivos do país são ocupados por mulheres e menos de 5% por negros, embora estas categorias representem a maioria da população, 51,7% mulheres e 54% negros, respectivamente (dados do IBGE de 2018).

Neste sentido é preciso que as empresas busquem talentos com perfil diverso no mercado de trabalho ou capacitem suas equipes para que a participação da diversidade ocupe também cargos de liderança. Neste processo, mudanças estruturais e ferramentas de treinamento e conscientização podem ser necessárias e são bem-vindas.

Adaptações que promovam a acessibilidade para PCDs, treinamento das equipes e ajustes ou alinhamento das áreas de RH e Compliance sobre diversidade serão muito úteis, pois além de ajustes de legalidade e obediência ao código de conduta da empresa, elas devem visar o acolhimento dessa diversidade.

Diversidade – uma competência profissional

Se por um lado as empresas perdem muito ao ignorar a importância da diversidade, o profissional também precisa estar preparado para integrar a diversidade corporativa como competência.

É preciso que cada indivíduo faça um exercício de reflexão e entenda que ao integrar e colaborar para a prática inclusiva dentro das organizações, estará assumindo um lugar de vanguarda na gestão de sua própria carreira.

Isso porque a partir do momento que o profissional entende o valor da diferença, ele estará assimilando mais conhecimento e atributos comportamentais atualmente muito valorizados pelas empresas.

Como reconhecimento de sua importância, é possível encontrar empresas que passaram a adotar a liderança inclusiva como uma competência profissional, merecedora de pontuação em critérios de avaliação de desempenho.

Sabemos que é natural a dificuldade inicial das pessoas em lidar com novos conceitos. O estranhamento, comum justamente pela ausência da convivência com o diferente, pode ser superado com a promoção do diálogo e campanhas de conscientização dentro das empresas e lideradas pelas áreas de RH e Compliance.

Como a área de RH e as consultorias podem ajudar?

Numa combinação de melhores práticas, conhecimento e experiência em cultura organizacional, os gestores de RH e as consultorias especializadas representam o diferencial entre meramente cumprir legislações e incorporar politicas inclusivas realmente legítimas.

O preparo das consultorias permite que a implementação da diversidade não fique limitada ao processo de contratação das equipes, pois os outros elos dessa construção são igualmente importantes: definição de políticas de remuneração e benefícios, desenvolvimento dos profissionais com treinamentos direcionados e a capacitação das lideranças inclusivas.

A diversidade também está no consumidor

O exercício de olhar para o ambiente corporativo e perceber que ele geralmente não representa a maioria da população ou não compõe uma pluralidade adequada também deve ser aplicado ao público-alvo dos negócios.

Já citamos aqui que negros e mulheres representam a maioria da população, e que esta representatividade não é refletida nas organizações, especialmente em cargos diretivos. Mas é preciso observar que usuários ou consumidores dos produtos ou serviços da sua empresa também entram na equação da diversidade.

Acontece que boa parte do público-alvo das empresas também não se vê representada pela comunicação que elas exercem, seja nas mensagens institucionais, na publicidade, nos rótulos de produtos, no perfil dos atendentes ou em outras tantas formas de comunicação.

Ao exercer tal análise fica mais clara a importância que as empresas precisam dar à diversidade, atentando para que, desde a elaboração dos produtos e serviços até a venda e comunicação para o mercado, tudo seja feito com o olhar da diversidade. Não à toa que empresas inovadoras e de sucesso vêm adotando a diversidade e a inclusão como prática organizacional.

Related posts

Deixe uma resposta

Required fields are marked *